Breaking News

Curiosidades Pica-Pau (completo)


 Pica-Pau é o mais clássico de todos os desenhos animados exibidos no Brasil desde a década de 60. O criador do Picapau foi Walter Lantz e durante sua existência passou por 5 modificações. A primeira versão (1941) era muito mais perversa e psicótica que as posteriores (45/50/60), é a que chamamos habitualmente de Picapau louco. Nos anos 90 foi feita mais uma alteração nos traços do desenho, mas não fez o mesmo sucesso que as versões anteriores.


As versões posteriores eram mais comportadas, apesar das peripécias malucas do nosso amigo emplumado. Frequentemente haviam outros personagens na trama como Wally Walrus (Leôncio), um elefante marinho com uma das presas quebrada, o corvo (Jubileu) que aparece em 3 episódios diferentes, Andy Panda, Zeca Urubu entre outros.

Walter Lantz decidiu que somente um desenho famoso não era bastante para seu novo estúdio de desenhos. Ele queria um personagem que o tornasse uma estrela completa. Então ele e sua equipe criaram um adversário figura para Andy Panda e seu pai lidarem: um pica-pau louco.
Claro que, como todos os outros personagens de estúdios concorrentes que em breve se tornariam muito famosos, sendo lançado em 1940 o Pica-Pau teve problemas. O chefe de departamento da Universal Estúdios, Bernie Kreisler, rejeitou o novo desenho, entitulado de "Toc Toc", dizendo a Lantz que o Pica-Pau era a coisa mais feia que ele já tinha visto. "Você não é pago por esses desenhos", Lantz falou para ele. "Tudo o que você está fazendo é distribuí-los, então publique, porque eu esotu apostando nele". E ele publicou. O desenho foi um sucesso esmagador, e Kreisler pediu novas séries, como se nada tivesse acontecido.

Lantz dizia que uma experiência peculiar o inspirou para criar o personagem. Ele estava em sua lua-de-mel no Lago de Sherwood, e ao correr da nopite, um pica-pau de cabeça vermelha estava fazendo buracos no telhado de sua casa. Claro, parece apenas mais um conto de Hollywood, já que Lantz estava em sua lua-de-mel em 1941, quase um ano depois que " Toc Toc" fora lançado. Com o lançamento do primeiro longa, Lantz precisou de um nome para o personagem e deciciu ficar com o nome "Woody Woodpecker" ("Pica-Pau"), o qual foi também o título do longa. Nesse longa, Pica-Pau vai ao psiquiatra após todos os animais da floresta terem o chamado de louco.
Muitos dos desenhos do Pica-Pau o envolveram tentando pegar comida, tentando entrar de "penetra" nas festas, ou importunando algum preguiçoso. Como todos os personagens, o design do Pica-Pau mudou em pouco tempo, para algo mais bonito. A obra-prima "O Barbeiro de Sevilha", introduziu o novo visual do Pica-Pau (desenhado por Emery Hawkins), que ficaria desse jeito até o fim dos anos 40. Em 1944 também introduziu outra importância na carreira do Pica-Pau: seu rival de longo tempo, Leôncio (Wally Walrus), na Praia de Noz (The Beach Nut). Pica-Pau foi um dos ícones mais populares dos anos 40, e até ganhou uma música feita para ele, entitulada, A Canção do Pica-Pau (The Woody Woodpecker Song). Foi gravada por Kay Kyser, e cantada pir Gloria Wood e Harry Babbit, em 1948. A canção foi um hit de sucesso em junho de 1948 (vendendo cerca de 250.000 discos em 10 dias de lançamento). A música foi usada no longa Wet Blanket Policy, tendo a honra de ser o único desenho a ser nomeado para o Oscar de Melhor Música. Se isso não é o bastante, Wet Blanket Policy também introduziu um novo co-star, Zeca Urubu (Buzz Buzzard), sempre tentando roubar o Pica-Pau.

 Lantz teve que fechar o estúdio por um tempo por razões financeiras após 1949. No começo de 1951, Pica-Pau seria o única estrela de Lantz até 1953.

Sem alguém para dublar a voz do Pica-Pau, Lantz marcou audições para a nova voz. Enquanto esperava, Grace Stafford gravou a voz. Quando Lantz escolheu aquela voz, ficou chocado ao saber que ele tinha escolhido a própria esposa!

Pica-Pau passou por diversas mudanças de design nos anos 50, cortesia de Paul Smith e Alex Lovy. O novo design para o novo Pica-Pau foi feito por Laverne Harding. O Pica-Pau agora era mais bonito, mais magro, e tinha um penteado parecido com o Papa-Léguas da Warner Bros.

Em 1972, as séries do Pica-Pau que passavam na rede de televisão ABC chegou ao final. Após 32 anos, e 198 curtas, Pica-Pau se aposentou do show biz. Pica-Pau e seus amigos sobreviveram, graças à rede de distribuição da televisão e o merchandising.

Em 1999, a Universal contratou casualmente várias pessoas para repaginarem o visual e o show do Pica-Pau e seus amigos. As novas séries foram chamadas de O show do Pica-Pau. A maior razão para o imediato fracasso do show foi porque as pessoas contratadas nem ligavam para os desenhos de Lantz.

 http://picapaubrazil.blogspot.com.br/2007/09/pica-pau-curiosidades-04.html

Um comentário: